quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Meu trabalho como ilustradora em evento

Comecei nesse ano a participar de alguns eventos como ilustradora, que é diferente de "caricaturista" porque os clientes estavam buscando um traço mais realista, refinado e fashion. Desenvolvi um estilo que fosse prático, porque afinal, cada desenho não poderia levar mais de 10 ou 15 minutos, mas que ao mesmo tempo tivesse um charme. Pratiquei bastante em casa fazendo retratos usando fotos de referência, mas confesso que desenhar pessoas ao vivo é bem diferente!

o estilo é simples com grafite e detalhes em aquarela
O negócio de trabalhar em evento é ter que trabalhar num ambiente que não é seu próprio espaço, é público, então o seu conforto e sua concentração podem ser comprometidas por esses detalhes. E para alguém que passa a maior parte do tempo lidando apenas com o computador, lidar com pessoas também é um desafio, porque elas tem expectativas, elas se mexem, elas fazem perguntas. Você precisa atendê-las da melhor forma possível, mas precisa fazer o trabalho num tempo hábil.

Minha primeira experiência foi no evento Promenade Chandon, que aconteceu no Shopping Cidade Jardim. Pra começar, esse shopping só tem acesso pra quem chega de carro! Achei isso um absurdo da acessibilidade urbana, mas ok, lá fomos nós... Eu ficaria lá apenas 4h, mas estava bastante nervosa e descobri que ficaria numa dessas mesinhas de jardim, que são cheia de arabescos e vazadas, contando com a cadeira. Ou seja, não estava nada ergonômico e isso ferrou as minhas costas. No começo estava tranquilo, mas teve uma hora que as pessoas começaram a fazer fila, o que me deixou um pouco aflita porque eu queria atender todo mundo, mas depois percebi que não adiantava nada ficar nervosa ou estressada com isso, pois isso só tirava meu foco do que precisava ser feito. Enfim, coisas de gente ansiosa.

No fim das contas, fiquei bem feliz com o resultado dos retratos, achei que o feedback das pessoas num geral foi positivo e elas se reconheciam nos desenhos, o que era mais importante. Meu medo era que as pessoas não ficassem parecidas...



Neste mês estou participando do Tiffany's Bridal Month, onde todos os dias tem algum tipo de ação nas lojas da Tiffany, incluindo as ilustrações, mas fiquei sabendo que também tem um de fazer buquês, de caligrafia e degustação de champagne.

Eu confesso que nunca tinha entrado numa loja da Tiffany na vida e fiquei me sentindo meio Bonequinha de luxo hahaha. Lá é outro universo, sabe. É uma coisa louca. Você vê gente saindo da loja com um anel de 100k como se não fosse nada. Mas por ser dentro de uma loja, o ambiente é infinitamente mais tranquilo do que foi o Promenade. Lá eu estava no corredor do shopping, tinha barulho, música alta, muita gente passando, a pressão foi maior. Na Tiffany eu tenho uma mesa grande e uma cadeira estofada bem confortável. Também tenho mais tempo pra me dedicar a cada desenho porque os clientes ficam entretidos na loja enquanto eu trabalho.

Aqui vão alguns exemplos dos trabalhos que fiz na Tiffany até agora.











Pra terminar, aqui vai um vídeo que fiz pra "treinar" desenhar retratos em no máximo 10 minutos ;D
 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário