domingo, 8 de novembro de 2015

Às vezes parece que não aprendo nunca



Talvez, a essa altura do campeonato, eu deveria ter percebido que a vida é assim mesmo, cheia de altos e baixos, e que, mesmo quando você acha que tudo de ruim já aconteceu, sempre pode piorar. E apesar de eu tentar me manter confiante e positiva na maior parte do tempo, eu desabo. E desabo na mesma intensidade com a qual me mantenho firme, porque a nossa força funciona igual a gravidade...

Mas não queria que esse post fosse sobre lamentação, não. Eu vou deixar isso pra lá. Só queria compartilhar isso porque estou cansada. Estou cansada de me manter nesse estado de letargia, de viver sem saber o porque, sem ter uma razão, um objetivo. De sobreviver. Eu tento superar o fato de que meus amigos, alguns grandes amigos, se foram, e se vão de tempos em tempos. Não para sempre, mas as vezes, para longe. Me sinto sozinha...

Eu tento entender porque me sinto sozinha. Eu me forço até o limite e então todas as minhas energias simplesmente desaparecem. Me pergunto por que me forço tanto. Eu não quero mais me forçar. Talvez eu tenha que parar de ser covarde e fazer as coisas que precisam ser feitas, pra que eu não precise mais me forçar e viva de uma forma mais leve.



E agora.... Agora eu não sei mais o que é isso...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário