sábado, 31 de outubro de 2015

Comprinhas na Casa do Artista



Costumo comprar na Casa do Artista desde que comecei a faculdade e é um ótimo lugar pra comprar material artístico profissional e/ou importado. O preço de tudo é meio salgado, mas talvez seja porque a maioria dos materiais lá são importados mesmo, tem pouca coisa nacional. Bom, vamos lá. Eu não costumo comprar muita coisa quando vou em loja de arte, porque eu me conheço, então só vou quando tenho um objetivo muito específico (pra evitar desastres no bolso, né galere?) mas decidi mostrar pra vocês o que comprei, porque já estava querendo há um bom tempo.


Vou começar com essa caixa de lápis de cor aquareláveis da Cretacolor. Já fazia um tempo que queria começar a investir em materiais melhores pra mim. Quem me conhece sabe que eu costumo usar materiais mais acessíveis, desses que a gente encontra em papelarias comuns, como a linha escolar da Faber Castell. Mas a verdade é que com o tempo você percebe que a qualidade do seu trabalho poderia ser um pouco melhor e que investir em material melhor é necessário. Pesquisei um pouco e cheguei a algumas marcas muito bem cotadas, como a Mondeluz (considerados os melhores lápis de cor do mundo), Caran Dache (compre uma caixa e deixe seu fígado na loja) e esse da Cretacolor, que tem um precinho mais legal e fica no meio termo entre linhas escolares e as profissionais. Comprei esse estojo de 24 cores por R$160. O da Mondeluz de 24 cores é cerca de R$230, que não é um valor tãooo absurdo pela qualidade, então eles ficam na minha lista para próximas compras.



Logo de cara já deu pra notar a diferença de maciez dos pincéis! A grafite é muuuito mais macia e fácil tanto de aplicar no papel quanto de misturar com outras cores. Confesso que não costumo usar lápis de cor pra pintar aquarelas inteiras, não tenho paciência e não vejo sentido nisso sabe? Mas para detalhar desenhos é perfeito.

Muita gente me pede pra fazer um tutorial de como pintar com lápis aquareláveis então apesar de não usar tanto assim, irei preparar algum conteúdo bacana pra vocês, então fiquem ligados lá no meu canal do Youtube.

Aproveitei que tinha alguns lápis avulsos da Caran Dache na promoção e decidi trazer essas duas cores pra testar. Acabei descobrindo que o roxo é aquarelável também, então foi pra coleção. Comprar lápis avulsos é legal porque você não precisa gastar uma fortuna logo de cara e pode levar só as cores que mais usa. E gente, vale a pena ter alguns poucos materiais de qualidade ao invés de ter um estojão de 80 mil cores de uma marca genérica, que é lindo, "dá pro gasto", mas se você busca fazer trabalhos de qualidade, vale a pena. É triste pensar que lá fora esse material é bem mais acessível, e que a maioria dos importados que são de segunda linha lá fora chegam aqui como primeira linha (e caríssimos). Parece que estamos chorando por migalhas. Mas tirando esse momento-indignação, estou finalmente começando a aceitar que dinheiro foi feito pra ser gasto mesmo tó, leva todo meu dinheiro fabricantes de materiais!


Mais algumas bisnagas da Cotman, porque apesar de ter aquele estojo de 14 cores, é legal ter umas cores prontas, principalmente as que você mais usa. Mas Mary, por que não comprar as aquarelas de pastilha?! Olha, eu gosto MUITO do meu estojo de pastilhas, não trocaria ele por nada, mas confesso que a praticidade da bisnaga tem me pegado outra vez. Por serem pastosas, são mais fáceis de pegar e misturar (quem usa pastilha sabe que as vezes é difícil "tirar" a cor dela, e tem que ficar massacrando o pincel pra conseguir) sem contar que por alguma razão misteriosa as bisnagas são mais baratas! Cada tubo custa R$19, enquanto cada pastilha é cerca de R$35. Mais lá pra baixo eu falo melhor sobre como usar um estojo de aquarelas sem ter que carregar as bisnagas =)


Eu uso esse nanquim da Winsor & Newton e gosto bastante. O meu antigo estava ficando meio aguado, mas também fazia alguns anos que eu usava ele e apesar de ainda ter metade do pote, achei melhor comprar outro porque nanquim é assim, estraga mesmo com o tempo =/


Estava procurando esse godê há sééculos e finalmente achei. Vi muito ilustrador e aquarelista usando ele e foi quando entendi que eu poderia usar minhas aquarelas de tubo como se fosse aquarela de pastilha! Era só colocar uma quantidade decente da aquarela nos espaços menores do godê e fazer as misturas no centro. E é claro, guardar o godê pras próximas aquarelas! Assim você evita o desperdício e ainda pode levar todas as suas cores favoritas com você (sem precisar carregar todos os tubos). Ideia genial, né? Agora posso começar a investir mais nas aquarelas de tubos...




Ok, eu nunca usei markers. Pra ser mais específica, nunca usei Copic Markers (já usei daquelas marcas genéricas que não misturam nem chegam perto da qualidade da Copic) mas me rendi, decidi testar. Confesso que eu nunca quis começar a usar Copic pelo preço. Pra ter uma coleção bacana, você precisa de uma quantidade mínima de cores, e elas não são como guache e aquarela, não dá pra criar novas cores, apenas fazer degradé. Bem desestimulador isso. Bom, mas comprei esse roxo clarinho que é quase um cinza no papel, pra fazer algumas sombras. A verdade é que as Copic estão esgotando em todo lugar. Lá na Casa do Artista tinha, sério, meia dúzia de opção de cores. Culpa da crise. Tem muito material em falta e tá todo mundo esperando os estoques acabarem pra poder comprar material lá fora, e convenhamos, com o dólar nas alturas, esperem por aumentos bem abusivos em material artístico (como se já não fosse difícil ser artista por aqui...) e se uma Copic já é R$25... #todoschora

Ps. Testei a Copic e apesar de achar ela maravilhosa (esse pincel com controle de pressão não existcheeee), não acho que faça muito meu estilo de desenho e pintura. É legal pra sombrear, pra usar nos meus sketchs e caderninhos, mas não acho que seja my thing. Ainda prefiro muito mais a aquarela :B

Espero que tenham gostado desse post e se tiver algum material que vocês gostariam que eu falasse sobre, deixem nos comentários e até a próxima ;D


Halloween Special

Já que é Halloween decidi fazer uma ilustração e gravar o processo pra vocês! Tentei fazer algumas coisas diferentes com aquarela, como um fundo mais complexo, e como vocês vão ver, parece que não vai ficar bom, mas todo processo de aquarela passa por fases que você acha que tudo está arruinado e melhora logo em seguida xD Confiram!




E aqui vai o resultado final:


Materiais usados:
Aquarela Cotman
Pincel Cotman linha 111
Papel Montval
Lápis aquareláveis Faber Castell
Caneta Posca branca

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Black Silence, minha nova HQ de sci-fi

Pra quem me acompanha há mais tempo sabe que já faz mais de um ano que estou falando deste meu novo projeto de quadrinho, o Black Silence, que além de tudo é um sci-fi espacial, um tema muito diferente de tudo que já fiz até hoje! Depois de muuuuuuito tempo mesmo trabalhando no roteiro - este que começou como uma série de contos e terminou como uma história fechada dividida em três capítulos - finalmente iniciei a produção, que está agora em cerca de 40%. A produção também já passou por um hiato, que durou alguns meses (de falta de motivação, para saber mais, leia este post) mas agora voltei finalmente a produzir. Estou fazendo tudo a meu tempo, mas gostaria de compartilhar com vocês algumas artes e detalhes da produção.

Inicialmente a obra seria toda colorida, mas desisti dessa ideia porque parecia prepotente demais e não acho que eu domine coloração quanto domino o p&B

Quando tudo começou, eu só sabia que queria fazer uma obra de ficção científica, algo que saísse da minha zona de conforto, sabe? Ok, confesso que fui bem resistente a isso, mas o Doug me obrigou incentivou muito e, sabe como é... tente desafiar um ariano hahaha a gente vai fazer só pra provar que consegue xD

Vejam os estudos iniciais:










Mas os desafios apareceram logo de cara. Como criar naves, uniformes e planetas assim, do nada?! Pesquisei muito, muito mesmo e sofri pra caramba pra criar algo que fosse legal visualmente, mas ao mesmo tempo, realista (vamos trabalhar aqui com um realismo leigo, porque é impossível criar algo realista sem ter um engenheiro fazendo os cálculos pra você - então pensei em algo que fosse minimamente palpável).

Alguns estudos iniciais de nave:





Os personagens vieram muito naturalmente. Eu já sabia mais ou menos o que queria com a história, só faltava lapidar tudo e fazer funcionar com o roteiro. Meu processo criativo não é muito linear, eu vou escrevendo, rascunhando tudo o que eu imagino e depois quebro a cabeça pra juntar tudo.

Model sheet dos personagens principais:


Bom, eu sei que tudo tem sido um grande, enorme, gigantesco desafio! Toda vez que assisto um filme espacial eu fico com sentimentos que vão do "meu deus, preciso terminar minha história" para "será que minha história é boa o bastante???" e então sonhando alto para "imagina se minha história também vira filme??? *o*...". Só me resta ter esperança e produzir, produzir...



E aqui alguns sneek peeks das páginas produzidas até agora:







Espero que tenham gostado dessa prévia de Black Silence e que continuem acompanhando. Não consegui lançar pro FIQ mas fica pra algum lugar do ano que vem ;)




sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Unboxing da Miolito


Eu poderia ter gravado um vídeo mostrando esse unboxing, mas eu sou tão ansiosa que assim que recebi o pacote, eu não aguentei e abri! Hahaha. Mas é difícil aguentar quando vou encontrar coisas tão lindas como essas no pacote. Bom, pelo menos consegui tirar algumas fotos pra vocês e irei falar um pouco sobre cada produto que chegou. Alguns deles são novidade na loja da Miolito!

Pra quem não sabe, a marca Miolito produz caderninhos e outros produtos de papelaria de forma 100% artesanal e eles também são parceiros aqui do blog. Já falei sobre eles aqui.



O pacote chegou assim. E agora te pergunto: e a coragem pra abrir esse pacote lindo?! Tudo é feito com muito carinho e esmero, é bem impressionante. Até o ato de abrir o pacote faz parte da experiência de comprar na lojinha deles. Confesso que eles também me inspiraram a fazer uma embalagem diferenciada para enviar pros meus leitores e pessoal que compra na minha lojinha. Afinal, é tão gostoso receber um pacote tão cuidadoso, e eu gostaria também que as pessoas que me acompanham tivessem essa sensação x)


Tudo vem embalado de forma a proteger os produtos e as etiquetas explicam cada um deles. Não cheguei a testar nenhum dos cadernos como da outra vez. Eu estou com vários caderninhos pra terminar e testar, mas sem tempo pra isso, e também queria guardá-los para ocasiões mais especiais, como projetos ou desafios. Como já conheço o trabalho e a qualidade da Miolito, irei comentar mais sobre os aspectos técnicos e visuais de cada um deles, sobre o tipo de papel e o que eles aguentam, ok? Se quiserem uma resenha mais completa, com direito a teste neles, assistam ao vídeo.



O sketchbook Grafite Mini tem papel canson 140g/m² e é ideal pra levar na bolsa, além do que, pela gramatura do papel, dá pra usar algumas técnicas úmidas como nanquim. Já a aquarela, só se for com pouca água e mesmo assim pode enrugar.


O Kit de Journals vem com 3 unidades, mas enquanto estava abrindo, minha mãe estava junto comigo babando sobre os caderninhos e acabei dando um pra ela! Hahaha. Pra quem não se lembra do meu diário ilustrado de viagem pra Machu Picchu, eu o fiz usando um desses journals da Miolito! Eles são super práticos pra levar na bolsa, mesmo com espaço limitado (quem viaja como mochileiro sabe que quanto menos peso, melhor!). E ainda por cima o papel também aguentou um pouco de aquarela, então recomendo!



Gente, desde que eles anunciaram esse sketchbook Linho Montval fiquei sonhando com ele!! E fiquei pulando de alegria ao descobrir que ele veio junto no pacote! Sério, melhor presente DA VIDA. Falando dos aspectos técnicos, o acabamento é impecável, com capa revestida em linho e o fecho em tira de couro com botão de pressão. É muita ostentação! Já o papel Montval é o diferencial pois tenho usado muito essa marca ultimamente, em substituição do papel Canson pra aquarela da linha universitária. O papel é bom e tal, mas o Montval tem uma qualidade um pouco superior e uma textura que me agrada muito mais. Sem contar que ele aguenta a aquarela que é uma beleza. É pra usar sem medo de ser feliz!



Como podem ver, a folha de guarda (parte interna) é forrada com tecido de algodão estampado, coisa mais linda! E vamos combinar, ele é ideal pra dar de presente pra aquele seu amigo que ama aquarela.



Pra terminar, vamos falar sobre o Kit Prancheta Circus. Eu simplesmente A-MEI a estampa que foi usada nesses produtos. Eles acertaram em cheio meu gosto! Hahahah. Então, eu já tinha falado sobre o Chaveiro Porta Post-it na primeira resenha! A capa faz ele parecer um mini caderninho e o chaveiro torna ele fácil de carregar, é só prender na mochila, no estojo, etc. Muito útil!



O Journal Kraft grande vai ser ótimo pra fazer minhas anotações do dia-a-dia. Sempre gosto de manter um caderno pra anotar compromissos, datas de entrega de freelas e outros lembretes. E o que dizer dessa Prancheta maravilhosa? Além de servir para apoiar o papel, também dá pra usá-la como porta-retrato, porque ela tem um gancho pra pendurar na parede!





Esse Pingente de caderninho é apenas decorativo (eu acho que é, fiquei com medo de tentar abrir! rs) mas não é a coisa mais fofa?!

Queria agradecer a Cajila e o Felipe, os criadores da Miolito, pelo presente e pelo carinho que dá pra ver em cada detalhe de tudo o que eles produzem! E também por confiarem em mim e me mandarem presentes tão incríveis. Assim que chegar o momento certo, irei preencher cada um dos cadernos, e virei aqui correndo pra contar como foi! x)

Também queria esclarecer que este não é um post patrocinado. Toda a opinião que foi descrita nesse post é minha, e eu não diria nada disso se não confiasse no trabalho deles. ;)

Você pode comprar seu Miolito na loja oficial, clicando AQUI.

Espero que tenham gostado desse Unboxing e até a próxima ;)




quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Transmissão ao vivo! LiveStream dia 21/10 as 20h!



Oi galera, tudo bem? Hoje estarei ao vivo numa transmissão pelo meu canal do Youtube, fazendo uma LiveStream, que começará as 20h. Nessa live irei mostrar pra vocês meu processo de pintura de aquarela e irei responder as dúvidas de vocês! Vem conferir x)

Você pode acessar o vídeo da transmissão através da página de evento do Google.

Ou assistir por aqui:


terça-feira, 20 de outubro de 2015

Onde comprar sketchbooks [artesanais, para aquarela, entre outros]



Quem me acompanha já sabe que nos últimos tempos tenho investido bastante em material nacional e artesanal, como uma forma de promover o que é produzido aqui no Brasil, ou ainda melhor, ajudar os pequenos mercados e a produção artesanal. Temos tão poucas opções ~viáveis~ nas lojas convencionais, tanto porque as opções são poucas, e quando elas existem, são caríssimas (na maioria importados). E uma coisa que ando vendo muito por aí é a produção de caderninhos artesanais.

Sabe aqueles caderninhos com folhas especiais pra aquarela que NUNCA encontramos por aí? Com a produção artesanal é possível, e em alguns casos a produção é feita totalmente por encomenda e você pode escolher tanto o tipo de papel a ser utilizado, como estampas e outros detalhes. E convenhamos, não tem nada mais legal que carregar seu caderninho por aí e enchê-lo de ideias e aquarela. Tava faltando isso, e nós, artistas, agradecemos.

Pensando nisso, decidi montar esse post mostrando pra vocês algumas marcas de caderninhos pra aquarela que eu conheço. Irei listar também outras opções de marcas que já usei e recomendo. Se conhecerem outras, deixem nos comentários! =D


  • Miolito




A Miolito foi a primeira marca de cadernos artesanais que testei. Antes deles eu tinha testado montar meu próprio caderno, usando folhas diversas (de canson a folhas coloridas) mas confesso que não tenho jeito pra coisa e o caderno ficou totalmente bambo e mal acabado, hahaha. A Cajila e o Felipe, donos da Miolito, são dois fofos que fazem um trabalho incrível de encadernação. Dá pra sentir o carinho e o esmero do que eles fazem até mesmo na embalagem (quando meu pacote chegou, fiquei até com dó de abrir!) e a qualidade também é excelente. Super recomendo. Além de caderninhos pra aquarela, eles produzem outros diversos tipos, como journals, pranchetas e capas personalizadas pros cadernos. A Miolito também é parceira do blog e vocês podem conferir por aqui em primeira mão todas as novidades e resenhas dos produtos deles!

Vejam a primeira resenha que fiz dos caderninhos que recebi deles:




Ps. acabei de receber mais um pacote deles, então terá mais resenha em breve! x)

Loja: http://www.miolito.com.br/


  • Papel Pitanga




Os cadernos da Papel Pitanga são produzidos pela Isabella Pessoa e são totalmente customizáveis. Você pode escolher tipo de papel, estampa da capa e da contra-capa, cor do elástico, da linha e do marcador. Tudo feito com muito capricho e bem-finalizados. Infelizmente, a ultima notícia que li foi que ela havia parado a produção pra se dedicar a sua arte, mas espero que ela consiga voltar a produzir caderninhos um dia! =)

Vejam a primeira resenha que fiz dos caderninhos que recebi dela:



Loja: http://www.isabellapessoa.com/loja/


  • Moleco




A Moleco é uma empresa que fabrica caderninhos com papel ecológico, o que achei uma ótima iniciativa! Tem caderninhos de todos os tamanhos e diversos tipos de estampas. Não existe um caderno especial para aquarela, mas todos eles tem Papel 100% reciclado acid free na cor marfim com 80 g/m², segundo a descrição do site. Eu já estou testando eles e são ótimos como cadernos de rascunho.

Loja: http://moleco.com.br/


  • Canson Artbook One






Todo mundo já conhece os blocos de papéis da Canson, mas a verdade é que a marca tem mais opção de material escolar que material profissional. Um dos sketchbooks que encontrei da Canson que funcionaram pra mim foram esses da linha "Artbook One" que tem capa dura e miolo de 100g/m² que não é ideal para aquarela ou para técnicas muito úmidas, mas na falta de opção, ia ele mesmo hahaha. Tem em vários tamanhos (A4, A5 e A6) e eu tenho de todos esses tamanhos. O plus é o preço bem acessível (entre R$15 e R$25).

Onde comprar: Você encontra em grandes papelarias.


  • Moleskine





Quem já se adentrou no mundo dos caderninhos já deve ter ouvido falar da Moleskine. Eles são os caderninhos "top na balada" que até mesmo os grandes artistas já usaram. Eles tem um papel incrivelmente macio e de alta qualidade, ótimo para desenhos com grafite. O único defeito deles: são caríssimos! Sabe quando você compra aquele negócio caro e lindo e fica morrendo de medo de usar? E não tem nada pior que ficar com receio de usar um caderno, chega a ser pior que uma folha em branco na sua frente, bem frustrante. Foi nessa época também que decidi testar aquarela nele e achei que as folhas não aguentaram bem. Ou seja: se for pra fora, traga Moleskines por um preço menor, caso contrário, será que vale o investimento?!

Onde comprar: Você encontra em grandes papelarias, ebay, etc.





*momento caderninho-ostentação! xD*

Não é por nada não, mas já sofri muito tentando encontrar o caderno ideal, e já tive vários de outras marcas, como os da Cícero (que parecem muito o Moleskine, mas não são rss) que só tem capas boring e uma única opção de papel de miolo. Já tentei até mesmo costurar meu próprio caderno (que foi totalmente #fail como já havia dito) por isso essas marcas nacionais e artesanais abriram novos horizontes e possibilidades. Claro que tudo depende da sua necessidade. Talvez os cadernos vendidos nas grandes papelarias sejam o bastante, além de mais acessíveis. Mas talvez você queira algo a mais, e convenhamos, a internet tá aí pra facilitar a nossa vida x)

E hoje, colecionar caderninhos, testá-los e enchê-los de desenhos é minha nova paixão 

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Meu estúdio-barra-escritório

Acordei hoje com vontade de tirar foto então aqui vai um pouquinho do meu estúdio/escritório que estou sempre incrementando. A ideia é algum dia separar meu estúdio do meu quarto hahaha mas enquanto isso não acontece, a gente vai dando um jeitinho. Agora também tem espaço pra dar aulas particulares então quem tiver interesse pode me mandar um email: marycagnin@gmail.com














A-MEI essas plantinhas chamadas suculentas. São ótimas pra decoração e fáceis de cuidar x)

E aqui um video meio antiguinho em que eu mostro meu espaço de trabalho. Prometo fazer um mais recente em breve ;)