domingo, 3 de janeiro de 2016

Tag: 15 Coisas Legais que Aconteceram em 2015

As lindas Ana Blue e Juliana Rabelo me marcaram nessa TAG, e apesar do post anterior ter sido muito parecido, onde fiz uma retrospectiva do ano de 2015, decidi responder essa TAG fazendo um esforcinho pra me lembrar de algumas coisas diferentes. Vamos lá?




1. Saí do país pela primeira vez

Tem sempre a primeira vez pra tudo, não é? A viagem para Machu Picchu foi apenas o marco inicial de muitas viagens que eu gostaria de fazer. Desde que comecei a trabalhar como freela, minha missão tem sido viver de uma forma mais livre, vivendo experiências diferentes que apenas este estilo de vida permite.

2. Meu canal do Youtube cresceu lindamente!

O canal vem crescendo bastante desde que começou mas foi em 2015 que o negócio ficou sério! Alancei a incrível marca de 10 mil assinantes, com direito a sorteio de uma aquarela original, e hoje o canal está com cerca de 16 mil assinantes e crescendo! Hoje o Youtube, que era só um hobbie, um lugarzinho onde às vezes eu postava alguns videozinhos de aquarela, virou parte do meu trabalho, e uma grande prioridade.




3. Comecei a ministrar Workshops de Aquarela

Com o sucesso dos vídeos no meu canal, finalmente me senti confiante para trazer as aulas pro mundo real, ensinando essa técnica maravilhosa que é a aquarela! Não só abri turmas em vários lugares de SP como ministrei um workshop em Curitiba, graças a ajuda de vocês. Neste ano, se tudo der certo, quero levar o workshop para outras cidades.

4. Dei aulas particulares

É sempre uma experiência nova e enriquecedora começar as aulas com um novo aluno. Sempre aprendo uma coisa diferente, uma nova forma de ensinar, e também, de aprender. Eu acho que não existe uma coisa sem outra.




5. Comecei um novo projeto de quadrinhos, o Black Silence

Ok, ok... Já falo desse quadrinho faz um tempo, mas quem me acompanha já sabe que é um projeto diferente de tudo que eu já fiz e eu encontrei muitas dificuldades e desânimo durante o processo, mas em 2016 pretendo finalmente voltar a produzir com força total e fechar essa edição.

6. Lancei a edição EXTRA de Vidas Imperfeitas (web)

Foi ótimo revisitar o universo de Vidas, e ainda por cima, falar sobre personagens que não consegui explorar no arco original. Quem aqui já leu? Se não leu está perdendo!! U_U
Leia na íntegra aqui.




7. Fiz um bate-volta pro FIQ 2015

Conheci e revi muita gente linda e incrível, comprei muitos quadrinhos autorais e pude conferir de pertinho o cenário de quadrinhos no Brasil crescer como nunca antes.

8. Participei do projeto Heroica, no FIQ 2015

No FIQ 2015, fui convidada a participar do Heroica, em que 5 ilustradoras fizeram a releitura de 5 super-heroínas clássicas, dando a elas nova personalidade, nova história e novo figurino, de acordo com o que acreditássemos que essas personagens deveriam ser. E então, além da exposição do nosso processo criativo e dos trajes que criamos, havia uma cosplayer vestindo esse traje e incorporando nossas personagens circulando pelo evento.



9. Desapeguei de tudo que não me fazia bem (só ficou o que importa!)

Em 2015 fiz uma série de arrumações nos meus armários e na vida, e em determinado momento, me livrei de tudo o que só estava fazendo peso e não tinha utilidade alguma. Doei muita roupa e material artístico, vendi outras no Enjoei, e o resto foi pro lixo. Isso mesmo: lixo. Como a gente guarda lixo! E como é gostoso deixar todo esse peso ir embora, abrindo espaço para que as coisas novas venham.

10. Passei a comprar de pequenos produtores/artesãos

Quando comecei a comprar "de pessoas para pessoas", pequenos produtores e/ou artesãos, artistas, costureiros, etc, me dei conta que estava comprando de uma pessoa que precisava daquele dinheiro para viver e não estava alimentando o bolso daqueles que já são ricos, e pior: utilizam muitas vezes de mão-de-obra escrava para produzir seus produtos. Muita gente acha que é mais caro, que demora mais, mas a verdade é que acabamos invertendo valores. Não vivemos num mundo ideal, mas são as pequenas coisas que fazem a diferença.


11. Aprendi a dizer NÃO

Talvez aprender a dizer não seja uma das coisas mais difíceis e ao mesmo tempo mais importantes na nossa vida, e um divisor de águas. Não somos obrigados a aceitar um destino ou um desafio que nos é apresentado, algo que você sabe que apenas lhe fará mal.

12. Uma doença me fez perceber como NÃO deveria estar vivendo minha vida

São pequenas coisas, são sempre as pequenas coisas. Um dia, uma escolha errada, daquelas que você se arrepende até o último fio de cabelo. Mas não era nada demais, eu não estava matando, nem me drogando. A questão é que você cresce, e você envelhece, passa a se dar conta que seu corpo tem limitações, e não somos iguais aos outros. Não somos invencíveis. Eu espero nunca mais ter que passar por uma coisa parecida de novo, aquela sensação de que poderia ter um colapso a qualquer instante... Você percebe que algumas coisas precisam mudar.



13. Terminei um sketchbook de aquarela

Sou dessas que larga vários caderninhos começados mas nunca terminados, por isso, é um marco importante! Pra ver todo o conteúdo do caderninho, assista ao vídeo.

14. Trabalhei muito

Devo agradecer muito a todas as oportunidades de trabalho que tive nesse ano, tanto em ilustração, com meus freelas, quanto aos projetos pessoais que desenvolvi. Hoje me sinto muito mais confiante e estabelecida profissionalmente. Pronta para dar novos passos rumo ao infinito! xD

15. Me sinto velha

Há uns anos atrás, me sentir velha seria uma coisa ruim, mas pela primeira vez não é. Estranho, talvez, mas um estranho bom. Me sinto como se finalmente tivesse alcançado um grau de maturidade que me torna independente, tanto psicologicamente quanto financeiramente. E 2015 foi um ano em que trabalhei muito, e me sinto dona de mim mesma.


E então, esse é o saldo positivo de 2015. Claro que muita coisa estranha e ruim aconteceu, mas o importante é transformar tudo isso numa coisa boa, num aprendizado, numa arte.

Para esta TAG eu indico VOCÊ!

Não vou citar nomes porque sou péssima com isso e muita gente que conheço já respondeu ela, mas ficarei feliz se você respondê-la. Não se esqueça de deixar o link no comentário, assim posso conferir o post de vocês.

Eu desejo a você um lindo, incrível [e cheio de coisas boas] 2016.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário